Home Análise de Games Star Wars III: The Clone Wars – Análise

lego-star-wars-iii-the-clone-wars

Lego Star Wars III The Clone Wars

Acho os jogos do LEGO, sem dúvida, um das franquias mais simpáticas de todos os tempos e é claro que com Lego Star Wars III: The Clone Wars não poderia ser diferente. O jogo traz uma excelente adaptação, com excelente expressão facial por parte dos bonecos e também com ótimos combates usando os lendários e imortalizados sabres-de-luz.

O jogo continua com a mesma essência, você pode morrer infinitamente e nunca voltará ao início da fase, os jogadores continuam tendo peças infinitas para recolher e depois troca-las por novas roupas e personagens, ainda é possível controlar diferentes personagens em uma mesma área, recorrendo sempre aos seus diferentes talentos para resolver os diferentes Puzzles.

lego-star-wars-iii-the-clone-wars-screen-03

Uma das coisas que notei é que esse Lego está mais caprichado na parte gráfica, o grande problema é que o jogo possui um grande jogo de luz, sombras e animações, o que leva o jogador a ficar meio perdido em meio aquela dimensão visual, em ainda mais quando falta indicações do que resolver e como resolver. Os objetivos as vezes aparecem na tela e o Yoda aparece para nos ajudar, mas é meio difícil arranjar tempo para olhar e pensar, já que a horda de inimigos vem em grande escala para cima de você.

Este LEGO chegou em um novo Patamar. Ele é o mais desafiador e sempre nos surpreende com determindas charadas, com isso, o jogador sente-se constatemente desafiado e motivado sempre a continuar. Uma das coisas legais é que, assim como em Lara Croft and the Guardian of the Light, caso você atinja determinado número de pontos em determinada fase, você desbloqueia novos personagens, e depois voltar na fase com eles e abrir portas que antes não eram possíveis serem abertas.

lego-star-wars-iii-the-clone-wars-screen

O chato é que fica notável que algumas fases ficaram exageradamente prolongadas em combates e nos ciclos de progressão que se repetem sucessivas vezes o mesmo objetivo, as vezes chega ser um alívio você completar determinada missão. O jogador tem total liberdade para explorar o jogo como bem entender, o que lhe permite se afastar de cenários que já tenham sido explorados.

Mesmo com a ausência de diálogos no jogo, a expressão facial e corporal dos bonecos dão um show a parte, traduzindo exatemente as respostas de forma rápida, eficiente e muito engraçada. Aliás, vale ressaltar que a Traveller’s Tales, produtora do jogo, sempre se saiu muito bem nesse quesito.

Uma das coisas legais no jogo são as dimensões do cenários, alguns são muito vastos, o que faz com que os jogadores façam uso de veículos e pequenas naves para ir de um ponto ao outro sem perder tempo. O jogo possui uma boa diversificação de objetivos, como as vezes em que temos que destruir o poder bélico do adversário, o deixando fraco, para depois fazer um ataque com toda força.

lego-star-wars-iii-the-clone-wars-screen-02

 

The Clone Wars também traz o bom e velho Co-op, onde o jogo permite que você, junto com um amigo, possam se aventurar pelo mundo de Star Wars. Para quem adora LEGO e ainda por cima ama Star Wars (assim como eu) este é um jogo que vale a pena ser jogado. Excelente história e enredo misturado com uma boa jogabilidade e um excelente dose de humor. Lego Star Wars III: The Clone Wars é sem dúvida um dos melhores jogos da Franquia.

Nota 8/10

Deixe uma resposta