Ela criou um grande Hype, deixou os fãs curiosos, prometeu um anunciou grande e…decepcionou. A nossa querida Blizzard deu um tiro no próprio pé com o seu novo anuncio: Diablo Immortal. O novo MMORPG,  feito pela NetEase Games, chegará para iOS e Android, o que deixou os fãs BASTANTE irritados. A repercussão negativa assustou a empresa.

“Sabemos que nosso público é apaixonadamente focado em PC e console. Já vimos isto antes. Vimos uma resposta similar quando anunciamos que iríamos levar Diablo para os consoles e vimos a mesma resposta ao anúncio de Hearthstone.” disse Allen Adham, produtor executivo da Blizzard, ao Kotaku.

Adham também falou sobre a continuidade de Diablo 3: “Dito isso, sabemos que nosso público quer desesperadamente ver e ouvir sobre uma coisa em particular.” É por isso que haviam feito um post preventivo no blog antes da convenção, pedindo aos fãs que não ficassem com muitas esperanças. Apesar disso, a reação a Diablo Immortal reflete uma comunidade desprezada.

Dito isto, Adham afirmou que a qualidade do jogo importava mais do que o timing quando se tratava de anunciar um novo lançamento. “Na Blizzard, nós não anunciamos as coisas até que estejamos prontos. É tudo sobre a qualidade do jogo, não sobre o timing, tudo sobre entregar uma experiência incrível aos nossos jogadores. Tentamos lidar um pouco com isso usando o post do blog para que o grupo saiba que estamos trabalhando em várias coisas e continuamos a trabalhar em várias coisas. Mas é bem claro que a incrível paixão deles por Diablo se manifesta de uma forma interessante.”

A decepção dos fãs ficou evidente com esse anuncio “inesperado” da Blizzard. Claro que uma sequência de Diablo 3 está em produção, o problema é que talvez tenhamos que esperar anos por ela.

Red Dead Redemption (Xbox One) – Códigos

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Durante o jogo, pause o game, vá no menu Configurações e aperte o menu de trapaças. Basta digitar os códigos abaixo, em inglês:

I shall be better – Desbloqueia Olhos da Morte Nível 3

I seek and I find – Desbloqueia Olhos da Morte Nível 5

Better than my dog – Chama cavalo de qualquer lugar

Run! Run! Run! – Gerar cavalo de corrida

A fool on command – Modo bêbado

You flourish before you die – Preenche todas as barras

Keep your dreams simple – Gera carroça

Abundance is the dullest desire – Munição infinita (compre New Hanover Gazette No. 27 em Valentine)

Greed is an American virtue – Desbloqueia armamento pesado (compre jornal no Capítulo 3)

You long for sight but see nothing – Mapa revelado (compre jornal no Capítulo 3)

Virtue unearned is not virtue – Honra aumentada (compre Saint Denis Times #48)

You seek more than the world offers – Fortalece barras (compre Hanover Gazette #36)

You are a beast built for war – Gera cavalo de guerra (compre Blackwater Ledger #72)

The lucky be strong evermore – Stamina infinita (jornal desconhecido)

Would you happier as a clown? – Gera carroça de circo (compre Blackwater Ledger #72)

Red Dead Redemption 2 (PS4) – Códigos

Red Dead Redemption 2 (PS4) – Códigos

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Durante o jogo, pause o game, vá no menu Configurações e aperte o menu de trapaças. Basta digitar os códigos abaixo, em inglês:

I shall be better – Desbloqueia Olhos da Morte Nível 3

I seek and I find – Desbloqueia Olhos da Morte Nível 5

Better than my dog – Chama cavalo de qualquer lugar

Run! Run! Run! – Gerar cavalo de corrida

A fool on command – Modo bêbado

You flourish before you die – Preenche todas as barras

Keep your dreams simple – Gera carroça

Abundance is the dullest desire – Munição infinita (compre New Hanover Gazette No. 27 em Valentine)

Greed is an American virtue – Desbloqueia armamento pesado (compre jornal no Capítulo 3)

You long for sight but see nothing – Mapa revelado (compre jornal no Capítulo 3)

Virtue unearned is not virtue – Honra aumentada (compre Saint Denis Times #48)

You seek more than the world offers – Fortalece barras (compre Hanover Gazette #36)

You are a beast built for war – Gera cavalo de guerra (compre Blackwater Ledger #72)

The lucky be strong evermore – Stamina infinita (jornal desconhecido)

Would you happier as a clown? – Gera carroça de circo (compre Blackwater Ledger #72)

Fallout 76

O primeiro jogo totalmente Online feito pela Bethesda, Fallout 76,  promete ser emersivo e trazer muita diversão a todos.

A produtora anunciou que o game contará com mais de 150 horas de missões secundárias. Chris Mayer, diretor do time de desenvolvimento, informou que o jogo poderá chegar facilmente nas 300 horas de jogo.

Diferente dos jogos anteriores da franquia, a dinâmica de Fallout 76 será diferente devido a ser um jogo Online. Mayer informou que haverá horas que você irá jogar em grupo e em outras horas irá fazer coisas isoladas e sozinho.

O jogo terá Bugs!

A Bethesda admitiu através de um post em redes sociais, que Fallout 76 deverá contar com alguns bugs inesperados no início. A produtora, inclusive, alerta para que os jogadores reportem os erros durante a jogatina.

Todos nós sabemos, com a escala dos nossos jogos e dos sistemas que permitimos que vocês usem, que bugs e problemas imprevistos podem surgir”, escreveu a companhia. “Considerando o que estamos fazendo com Fallout 76, sabemos que estamos expondo todos a novos problemas espetaculares que nenhum de nós jamais encontrou. Alguns dos quais estamos cientes, como áreas onde o desempenho precisa melhorar com muitos jogadores. Outros, nós certamente não estamos

Precisamos da sua ajuda para encontrá-los e conselhos sobre o que é importante corrigir”, indicou a Bethesda. “Vamos abordar tudo isso, agora e após o lançamento

Fallout 76 chega dia 14 de novembro. Para PC, PS4 e Xbox One.

Cyberpunk 2077 será gigantesco! Muito conteúdo, liberdade e uma infinidade de coisas para fazer. Mas calma! Não se trata de um GTA do futuro.

O level designer de Cyberpunk 2077, Miles Tost, disse ao site Gaming Bolt “o nosso jogo terá muitas atividades secundárias para participares fora das main quest”.

“Seja side quests ou encontros à tua espera nas ruas da Night City, serão criadas por nós com muito carinho e cuidado,” continuou Miles Tost.

Em relação às comparações com GTA, o designer disse que “é lisonjeador que o nosso jogo seja comparado a GTA”, mas “estamos à procura de uma experiência diferente, conduzida pela história”.

No entanto, “isto não significa que vamos impedir os jogadores de se divertirem”.

Agora só resta aguardar uma Data de Lançamento para o Cyberpunk 2077.

Parece que Call of Duty: Infinite Warfare, lançado em novembro de 2016, definitivamente não agradou os fãs da série. Enquanto seu principal rival, Battlefield, explorava a pouco abordada Primeira Guerra Mundial nos jogos, a Activision trouxe uma guerra futurista para o COD: Infinite Warfare que logo em seu primeiro trailer não agradou ninguém.

Infinite Warfare falhou em corresponder às expectativas da editora, portanto, o próximo jogo, que será lançado este ano e está a ser desenvolvido pela Sledgehammer Games, e voltará às origens, ou seja, entendemos que o futurismo será esquecido por enquanto.

Eric Hirshberg explicou que, apesar das inovações que Infinite Warfare trouxe para a jogabilidade, a temática não ressonou entre os fãs da série. Resta saber o que significa ao certo um regresso às origens. Os primeiros Call of Duty foram baseados na Segunda Guerra Mundial, mas por outro lado, o regresso origens também pode significar um reaproveitar da temática moderna de Modern Warfare.

Apesar de Infinite Warfare não ter correspondido às expectativas, a Activision salientou na sua apresentação que é a série com mais sucesso dos últimos 20 anos. Também foi dito que os DLCs de Black Ops 3 bateram recordes de receitas.

Fonte: Eurogamer PT

Resident Evil 7 Analise Sem Spoilers PC PS4 Xbox One

Ao que parece, a Capcom decidiu escutar as dezenas de milhares de fãs e fazer um jogo que fosse de fato um Resident Evil de respeito. Os famosos Puzzles, sustos e mistérios estão de volta em Resident Evil 7! Tudo isso inclui uma boa ambientação, terrivelmente dark e sinistra, e uma história intrigante que te faz querer sempre seguir adiante para saber o que de fato está por trás do incidente com a aterrorizante família Baker e o que houve com a sua namorada, Mia.

História

No jogo você controla o personagem Ethan Winters. Sim, nada de Leon ou Chris Redfield. Ethan está em busca de sua namorada, Mia, que está desaparecida de forma misteriosa há três anos. Uma pista é enviada por Mia em forma de vídeo, indicando que ela está em uma fazenda no estado de Louisiana. Chegando ao local, Ethan percebe que o lugar parece abandonado e algo de muito errado está ocorrendo por ali. Para piorar, ele descobre que sua amada não está nada bem e que está infectada por algum vírus ou doença que a faz entrar em uma espécie de transe, fazendo com que ela o ataque por diversas vezes no jogo. No apenas Mia, mas outros membros da família dos Bakers, estão na mesma situação.

Mia-Resident-Evil-7

Mia transformada. Corre!

O início do jogo é frenético e faz com que os jogadores literalmente saltem da cadeira com os sustos e os inimigos que aparecem na tela. Por incrível que pareça, a fato do jogo ser em primeira pessoa trouxe muito mais imersão e não tirou em nada o brilho da Franquia. O jogo possui dois finais e força os jogadores a fazer uma dura escolha no meio da trama do game.

Gráficos

São bons! Muito bons! O jogo é bem otimizado nos consoles e também no PC. O jogo possui suporte a 60 frames em todas as plataformas e não faz feio na beleza e no capricho dos detalhes. Os produtores conseguiram conseguiram trazer uma atmosfera bem legal para o jogo. Há aqui e ali alguns pequenos bugs de textura, mas são bem difíceis de ocorrer. Há também um certo desfoque em alguns ambientes quando você se aproximas, mas também não prejudica e atrapalha em nada a experiência dos jogadores. Os gráficos são um ponto forte do game e fazem com que você consiga imergir muito na trama. Podemos dizer que o novo Motor gráfico, RE Engine, deu conta do recado.

Resident-Evil-7-Gameplay-Ethan-sob-ataque

Não tem Zombie?

“Não! Não! Não!”, eu pensei. Achei um absurdo não haver zombies no jogo, poxa, isso é uma marca da série. E de fato não há mesmo. Nada. Zero. Os seus principais inimigos no jogo é a família Baker, composta por: Jack Baker, Marguerite Baker, Lucas Baker e Zoe Baker. Com a exceção de Zoe Baker, que vira uma espécie de sua aliada, os demais da família não chegam a ser Zombies. Eles foram infectados por um vírus e estão sendo comandados por um ser. Eles sofrem terríveis transformações, são quase imortais e mudam sua forma física de forma brutal. Não preciso falar que eles são muito assustadores e é muito bom ficar bem longe deles. Há também uma baixíssima variedade de inimigos, infelizmente. Eu contei, mais ou menos, três ou quatro tipos de inimigos diferentes, mas isto não tira o brilho do game. A Capcom fez um belo trabalho, com ou sem Zombies.

 Conclusão

Sem dúvida, o regresso triunfal da Série. Eu e muitos estavam completamente desanimados com a série, que trocou todo o charme do Survival Horror pela ação que vimos em Resident Evil 5 e 6. O jogo trouxe com sucesso todo aquele clima que conhecemos de Resident Evil. O jogo possui diversas referências a jogos anteriores da Franquia e está repleto de puzzles pelo Mapa. O jogo é de fato assustador. Tomei vários e inevitáveis sustos conforme eu avançava pela história (pensei em jogar de dia, por diversas vezes Hahaha). Muito legal também como você precisa utilizar bem seus recursos. É preciso guardar e economizar ervas e munição em uma futura luta contra um Boss, por exemplo. Tudo no jogo é muito escasso e deve ser utilizado com sabedoria, pois cada tiro desperdiçado será importante mais a frente.

Jogo super recomendado a todos. Vale a grana investida. Com toda certeza, eu e muitos outros estaremos esperando por Resident Evil 8.

O vídeo abaixo contém Spoilers:

Obrigado, amigos.
Um grande abraço e até a próxima Análise.
Coldplay.

A famosa rede de jogos, a GameStop, listou Far Cry 5 para ser lançado ainda em 2017. A possível sequência do jogo estaria listada para ser lançado no dia 26 de novembro de deste ano. Por hora, a Ubisoft não anunciou absolutamente nada a respeito de um novo Far Cry.

A fim de esclarecer a classificação de Far Cry 5 no catálogo da GameStop, o site SG Gaming contatou a rede, que esclareceu que “a loja irá receber o estoque desse produto em novembro de 2017”. Embora a declaração da empresa tenha direcionado o lançamento do jogo para o penúltimo mês do ano, é possível imaginar que a data não seja precisa, visto que a listagem possa ter sido feita com objetivo de apenas reservar no site um espaço para o título.

Far-Cry-5-lista-GameStop-2017

Lista mostra Far Cry 5 para o dia 26 de Novembro de 2017.

Lembrando que o último Far Cry da série principal chegou em 2014, há três anos atrás. Por conta disso o rumor deve ser levado a sério, a Ubi deve estar próximo de anunciar um novo game da franquia. Em 2016, aconteceu o lançamento de Far Cry Primal, um Spin-off que não caiu muito no gosto do público e acabou caindo no esquecimento.

Abaixo, mate a saudade de Far Cry: